Arquivo | abril, 2005

Minha Amada Imortal

30 abr

Acabei de voltar da noite no Trivial Pub com a Ane.
Só tenho uma coisa pra dizer: Ela é muuuuito perfeita. To nas nuvens. Ela me deixa em um estado que eu nem sei descrever, Fico com as pernas bambas, o coração pareçe que vai saltar do peito. To apai….

Ane, tu é tudo pra mim!

P.S. – “Eu te amo e vou gritar pra todo mundo ouvir,,,,,”

Anúncios

Beijo Velado

28 abr

Entre longos cabelos, oculto, meu rosto
Paira no céu das estrelas pulsantes.
E, no ritmo extremo dos peitos arfantes,
Encontro o nascer deste sol antes posto.

E o brilho dos olhos reflete o presente
Envolto por brumas de tempos de outrora,
Levando-me a mente a pensar que o agora
É a parte que importa, a flor da semente.

E é ali, encoberto por tão doce olor,
Que sei que, um dia, desejo morrer,
Cansado do mundo, sem mais recorrer,
Em um beijo velado de tanto sabor.

Guilherme Goulart

Love is in the air

28 abr

Ah! Já falei que eu to amando? Ela é a coisa mais linda do mundo. Não consigo mais tirar do pensamento o rosto, a boca, os olhos dela. Quando conversamos tudo parece fazer mais sentido. Acho que algo bom tá surgindo daí.
O importante é que só quero saber dela.

E, como disse Vinícius…

De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto

E rir meu riso e derramar meu pranto

Ao seu pesar ou seu contentamento


E assim, quando mais tarde me procure

Quem sabe a morte, angústia de quem vive

Quem sabe a solidão, fim de quem ama


Eu possa me dizer do amor (que tive):

Que não seja imortal, posto que é chama

Mas que seja infinito enquanto dur
e.

(desde que dure para sempre)
Vinícius que me perdoe, mas amor que não dura pra sempre não é amor….

Ane, te adoro!
Bjinhos

Vinicius de Moraes, “Soneto de Fidelidade”, em “Antologia Poética”, Editora do Autor, Rio de Janeiro, 1960, pág. 96.

Começando

19 abr

Pois é…. Depois de muito relutar, me rendi ao Blogger. Porque todo mundo está aqui, por que não tá tãão ruim como era antes. Também não importa muito o porque, importa que eu estou aqui.

Logo vou começar a escrever diáriamente aqui neste espaço, então, até lá…

Grande Abraço

E Aguardem novas notícias…..