O Vento

20 dez

 

fotoneruda

 

 

 

 

 

 

 

 

                                    Por Pablo Neruda

O vento é um cavalo
Ouça como ele corre, pelo mar, pelo céu.
Quer levar-me.
Escuta como percorre o mundo para me levar bem longe.

Esconde-me em teus braços por esta noite só, enquanto a chuva abre contra o mar e a terra suas incontáveis bocas.

Escuta como o vento me chama galopando para me levar bem longe
Com teu peito em meu peito, com tua boca em minha boca, nossos corpos atados ao amor que nos queima.

Deixa que o vento passe sem que possa levar-me.
Deixa que o vento corra coroado de espuma, que me chame e me busque, galopando nas sombras, enquanto eu, submerso, debaixo de teus grandes olhos, por esta noite só, descansarei meu amor.

Anúncios

Uma resposta to “O Vento”

  1. Ane 22 dezembro, 2005 às 9:00 am #

    Mozzi, ta muito pequenininha as letras eu nao consigo ler nada…
    te amo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: