Soneto de Natal

24 dez
Por Machado de Assis

Um homem, ao relembrar os dias de pequeno,
E a viva dança, e a lépida cantiga,
Quis transportar ao verso doce e ameno

As sensações da sua idade antiga,
Naquela mesma velha noite amiga,
Noite cristã, berço do Nazareno.

Escolheu o soneto… A folha branca
Pede-lhe a inspiração; mas, frouxa e manca,
A pena não acode ao gesto seu.

E, em vão lutando contra o metro adverso,
Só lhe saiu este pequeno verso:
“Mudaria o Natal ou mudei eu?”

Feliz Natal a todos, muita paz e felicidade e sonhos realizados.

Anúncios

2 Respostas to “Soneto de Natal”

  1. Gui 26 dezembro, 2005 às 2:40 pm #

    Teste

  2. Ane 26 dezembro, 2005 às 8:41 am #

    Mozziiiii,
    Amei nosso natal, apesar daquele acontecimento…
    nosso 1º natal juntos, foi taooooooo bom!!!
    obrigada por tudo viu? vc é muito mais q maravilhoso, muito mais q especial… VC É A MINHA VIDA, te amo d+++++++++.
    vc nao tem ideia do quanto foi bom ouvir aquelas palavras quando eu mais precisava, vc estar ali do meu ladinho cuidando de min, me dando carinho, amor, segurança…
    te amo p/ todo o sempre, vc é tudoooooooooooo!!!
    bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: