Tatuagem da Alma

4 out


Sem teu amor não existo; e sem ti, meu destino
será vazio, assim como o bronze de um sino
que ficou mutilado e emudeceu seus sons
na orquestra matinal dos outros tons.
Quero ser tua sombra até, e quando, tudo
te abandonar na vida, e o frio, vazio e mudo,
encerrar teu corpo em paz sob um lajedo,
eu ficarei contigo ao teu lado, sem medo.

Minha vontade é a tua. E meu destino enredo
no teu… És o minha Deusa. Teu desejo é o meu credo.
Creio na tua força e no teu pensamento,
e nem um só segundo e nem um só momento
deixarei de seguir-te aonde quer que tu fores,
seja a estrada coberta de espinhos ou flores,
serei sempre contigo, e te amarei
com um amor infinito, sem razão nem lei.

Creio na tua força e no teu pensamento.
E faço dela um arrimo, e tenho nele o alento.
Junto a ti sou feliz e me sinto criança
curiosa de te ouvir, fascinada e atraída
pela tua palavra alegre e colorida.
E se falas da vida ou se o mundo desvendas
os assuntos ressoam na alma como lendas
e tudo é novo e é belo, e tudo prende e atrai,
de um simples botão que se abre a um pingo d’água que caí.
Há em tudo uma alma nova. Há em tudo um novo encanto.

Com meus beijos de amor matarei tua sede,
quando a noite te envolver te embalarei cantando;
formarei com os meus braços o ninho amoroso
onde terás na volta o almejado repouso;
Minhas mãos te darão o mais terno carinho
e julgarás que é o vento a soprar de mansinho
sussurrando canções e desfeito em desvelos
a desmanchar de leve teus belos cabelos.

No teu seio recostarei feliz e nada,
nenhum ruído há de te perturbar.
Meu próprio coração mais baixo há de pulsar…
E se o inverno chegar, ou se sentires frio,
em mim vais encontrar todo o calor do estio.
Tua presença mesclada de movimento e calma,
vai pra sempre comigo tatuada em minh’alma.

Não te rias, bem sei que te digo tolices,
mas ah! se compreendesses tudo, ou se sentisses
a alegria que sinto ao te falar assim,
talvez que não te risses, meu amor, de mim…
Isto tudo, é obra apenas da fatalidade,
quando o amor é a doença e é uma febre a saudade.

Amo, para a alegria suprema e indizível
de viver feliz, como a poeira da estrada
de erguer-me ao teu passar, numa nuvem dourada
cheia de sol e luz, nessa glória fugaz
de acompanhar-te os passos aonde quer que vás.

Não importa que eu role depois no caminho,
não importa que eu fique abandonado e só,
quem nasceu para espinho há de ser sempre espinho!…
Quem nasceu para pó, há de sempre ser pó!

Guilherme Goulart

Anúncios

Uma resposta to “Tatuagem da Alma”

  1. Fla 11 outubro, 2006 às 3:35 pm #

    Ah! To aquiiiii!!!

    Tá, ne?
    Nem preciso dizer o quanto eu achei lindo o texto.
    Tu já sabe até a parte que mais me agradou :”… meu próprio coração mais baixo há de pulsar…”
    Perfeito isso!!!
    Parabéns…
    Bjos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: