Chaves do carro bloqueam celular

12 jan

3317875

Olha só…

Além de ligarem os motores, as chaves dos automóveis já servem para travar e destravar as portas, ligar e desligar o alarme e até mesmo acionar o ar-condicionado.

Engenheiros da Universidade de Utah, nos Estados Unidos, aproveitaram essa onda de facilidades embutidas nas chaves e criaram uma nova funcionalidade: uma chave de carro que evita que os motoristas falem ao celular ou enviem mensagens de texto enquanto estão dirigindo.

O sistema utiliza uma conexão sem fios, que pode ser via Bluetooth ou por radiofreqüência para interligar a chave do automóvel e o telefone celular do motorista.

Para ligar o motor, o motorista deve primeiro travar o seu celular. O celular passa a exibir a mensagem “Pare” na sua tela, e envia um sinal para a chave, liberando o acionamento do motor.

Enquanto o motor estiver em funcionamento, o motorista não consegue destravar seu celular, exceto para chamar os serviços de emergência, como polícia e bombeiros.

No caso do uso por motoristas mais jovens, os pais também têm a opção de liberar alguns números adicionais – o da própria casa ou dos telefones celulares deles próprios, por exemplo.

Se alguém ligar para o celular do motorista, o sistema responde automaticamente com uma mensagem “Estou dirigindo. Ligarei para você quando chegar ao meu destino em segurança.”

O sistema, batizado de Key2SafeDriving (chave para uma direção segura, numa tradução livre), já foi patenteado pela Universidade e licenciado para a empresa Accendo LC.

O objetivo não é colocar as chaves anti-celular à venda diretamente para os consumidores. A empresa que licenciou a tecnologia planeja repassá-la para as operadoras de celulares, que poderão oferecer o serviço como mais um plano para seus clientes.

Outra opção é unir os fabricantes de automóveis e as seguradoras, criando uma base de dados na qual o uso, ou o não-uso, do celular enquanto se dirige passará a contar pontos, que poderão se transformar em descontos na hora de renovar o seguro do carro.

No futuro, a base de dados também poderá incluir dados do GPS, registrando velocidade, frenagens rápidas e até mesmo avanços de sinal vermelho, calculados comparando-se a posição do motorista com uma base de dados de mapas, limites de velocidade, semáforos e assim por diante.

É o Grande Irmão tomando conta……

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: