Tag Archives: Filme da Semana

Filme da Semana – Zombieland

27 nov

Antes que me perguntem, não. Não sou fã de filmes de zumbis. Nem dos de terror, nem dos de comédia. Aí você me diz: – Ok, mas então por que diabos você está escrevendo sobre um desses filmes no seu blog? Bom… pra ter a resposta, assista Zombieland.

O filme mistura os dois gêneros na medida certa. Tem entranhas voando e sangue jorrando para os que gostam de terror e sacadas bem divertidas para os fãs das zoações.

O filme conta as peripécias de Columbus e Tallahassee, personagem do Woody Harrelson, que eu acho um cara foda. Eles se encontram em uma estrada quando seguem rumo ao leste, e logo depois são assaltados por duas irmãs, Wichita e Little Rock, que levam o carro e as armas dos caras. Depois, eles são enrolados por elas uma segunda vez, e então os 4 começam a viajar juntos. É a aí que é adicionado mais um ingrediente à mistura. Tudo vira uma história de amizade e companheirismo, com algumas pitadas de drama.

O filme é tocante sem melar cuecas, é divertido sem ser escrachado demais. E ainda tem o Bill Murray interpretando ele mesmo no momento mais engraçado do filme.

Filme legal pra ver enchendo a cara de pipoca e coca-cola.

Abaixo o trailer pra dar aquele gostinho.

Filme da Semana – Bastardos Inglórios

20 nov

Você é fã do Tarantino? Curte sua mistura de linguagens, épocas e escolas cinematográficas? Gosta das trilhas do Ennio Morricone? Se respondeu sim para essas perguntas, veja este filme!

Tudo começa no interior da França ocupada pelos nazistas, onde Shosanna Dreyfus testemunha a execução de sua família pelas mãos do coronel nazista Hans Landa. A jovem então foge para Paris, onde adota a identidade como dona de cinema. Tá sentindo a vibe tarantinesca já? Pois é… Enquanto isso, o tenente Aldo Raine inferniza os nazis ao lado de seu grupo de soldados judeus (os tais Bastardos). Essas duas histórias paralelas dão a levada do filme. Não vou contar mais pra não estragar

O que interessa é que a trama é inteligente e investe muito nas atuações, além de saciar minha saudade do humor negro característico do diretor. Tarantino reduz personagens aos seus estereótipos: o americano é caipira e bruto, a francesa é blasé, o inglês é polido, e os nazistas são todos engomadinhos

Ah… O final é um caso à parte. Tarantino cria um fim alternativo para Hitler e sua tchurma. Coisas de pirado mesmo…

Ele é um cara controverso, portanto minha dica é: se você ama, veja para babar. Se odeia, pra falar mau.

É um grande filme e mereçe todo o destaque na minha prateleira dedicada ao cara.

Abaixo o trailer pra dar vontade!

Filme da Semana – Deixa Ela Entrar

13 nov

deixe-ela-entrarTOP copy

O filme começa nos apresentando Oskar, um garoto sueco de 12 anos que está cansado de ser saco de pancada na escola e que treina seu revide sozinho no quarto com uma faca tentando passar por uma atribulada adolescência. Um dia ele conhece uma garota que acabou de se mudar para o seu prédio e que tem a janela do quarto tapada com papelão. Eli, a menina, assim como ele, não é muito sociável e também tem 12 anos. Eles acabam ficando amigos, e a identificação entre os dois é quase que imediata e de uma força gigantesca. O problema é que ela não é uma garota comum…

deixa-ela-entrarquot-me

Sim, Deixa Ela Entrar é um filme de vampiro. Mas não é um qualquer. Esqueça todos os clichês e modismos, as cenas aterrorizantes e dentões à mostra. O diretor Tomas Alfredson prefere insinuar. Ele tem grande apuro estético no uso do scope, a proporção 2,35:1 de tela, ideal para as paisagens suecas. E aposta no contraponto dos filmes de terror da atualidade. Busca o suspense. Espalha aos poucos as imagens de terror para, com maestria,  ampliar e valorizar esse suspense.

deixa-01

Deixa Ela Entrar e recheado de tensão e diálogos psicológicos. Na verdade não é só mais um filme de vampiro, é sim um exercício metafórico de entendimento dos temores e dilemas da adolescência.

P.S. – O final é absolutamente antológico.

Abaixo o trailer legendado: