Tag Archives: MP3

Wishlist – Discografia dos Beatles em USB!

4 nov

imagem

A EMI e a Apple (a gravadora) vão lançar, em dezembro, uma edição limitada de pendrives USB em formato de maçã verde contendo o catálogo completo das músicas dos Beatles. É a primeira vez que o catálogo do quarteto inglês é vendido em formato digital.

De acordo com o site oficial da banda, serão disponibilizadas 30 mil unidades de armazenamento, lembrando a marca da gravadora, com o logotipo dos Beatles impresso. Cada maçã custará, no Reino Unido, 200 libras (cerca de R$ 600).

O dispositivo inclui todos os 14 álbuns dos Beatles, incluindo o conteúdo gráfico de todos os CDs e 3 mini-documentários sobre as gravações de estúdio, fotos raras e informações sobre o grupo de Liverpool.

A maçã vem com 16GB de informações, músicas no formato FLAC 44.1Khz de 24bit e MP3 320Kbps, totalmente compatíveis com computadores Mac e PC.

A pré-venda já está sendo feita na loja oficial dos Beatles.

Abaixo segue um video de uma de minhas músicas prediletas, só pra comemorar. You got to hide your love away. Enjoy!

Fonte: G1
Anúncios

Garimpo Musical – Misselânea K

13 out

capa

A banda Misselânea K marca o encontro entre Alexandre Missél (voz e violão), Lúcio Chachamovich (violão e guitarra), Carlos D’Elia (baixo, violão e vocalizes) e Dado Silveira (bateria). Na verdade é uma sucessão de encontros marcantes. Além de reunir quatro talentosos jovens músicos gaúchos sobre um mesmo palco, reune também música e poesia, e as diferentes sonoridades que compõem este mosaico de regionalidades que é a Música Popular Brasileira. Ao vivo, também é um encontro entre músicos e público, em um diálogo fértil, cúmplice e harmônico. O resultado é uma musicalidade rica e incomum que surge para ajudar a revigorar o contexto da música gaúcha.

A Dobra, primeiro disco da Misselânea K, é uma obra que surge da potencialidade criativa, musical e poética, destes músicos, num cruzamento de sonoridades que ora nos remetem à alegria do carnaval, ora nos remetem a um olhar aguçado sobre o cotidiano e seus afetos, ora nos remetem à perplexidade deste Brasil sempre em construção. Não é um disco que deve ser somente escutado: semente de novas sonoridades, semente de poesia, semente da música popular que está sendo produzida por esses músicos gaúchos, é um disco que surgiu para ser festejado, concreto e consistente, alegrando nosso cotidiano com sonoridades, revigorando nossa vida através da poesia.

l_439c348aa82446b6946ea5f3ce083078

Um pouco de História. Logo após o músico-compositor Alexandre Missél conquistar o 9º Festival de Música de Porto Alegre, procurou parceiros para criarem os arranjos de outras canções suas para o circuito nacional de festivais de premiação. Lúcio ChachamovichCarlos D’EliaDado Silveira partiram para o desenvolvimento do corpo das canções criando, assim, a Misselânea K.

O som transita entre os regionais brasileiros, o samba, o choro, lançando mão de grooves e convenções contemporâneas, trazendo em sua poesia a alegria de um carnaval e olhares sensíveis sobre o cotidiano e seus afetos.

A banda já chega ao cenário musical gaúcho com o primeiro cd em mãos em um trabalho de produção independente e experimental. “A Dobra” é o disco que contém 8 músicas e teve seu lançamento dia 22 de setembro de 2009, no Teatro de Câmara Túlio Piva em Porto Alegre/RS, em um show impressionante.

l_f30fea9fd61948a1b8e05487ebfd96a5

Os músicos.

ALEXANDRE MISSÉL – O músico-compositor e psicólogo Alexandre Missél iniciou a carreira musical nos festivais de música. Em Porto Alegre/RS, sua terra natal, foi o melhor intérprete e vencedor do 9.º Festival de Música de Porto Alegre com a composição SIDA (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) – também premiada melhor letra. Nos anos seguintes, nas 10.ª e 11.ª edições do mesmo festival, foi finalista com as músicas Brasileirisse e A Dobra, respectivamente, lançadas nos cds dos festivais. Com a música Brasileirisse foi finalista nos festivais de Paranavaí/PR e de Ilha Solteira/SP. O também psicólogo Alexandre Missél, durante a faculdade, criou o grupo Sublimantes – composto apenas por psicólogos –, com músicas e letras sobre teorias da psique humana. A banda fez inúmeros shows pelo Brasil, e os discos foram esgotados. Alexandre é responsável pelas harmonias das músicas autorais do multiartista Antônio Carlos Falcão, na banda Aprendiz de Feiticeiro, da qual também faz parte, e é instrumentista na comédia musical A Doce Bárbara – Maria Betânia e Banda.

LÚCIO CHACHAMOVICH – Músico desde os 12 anos de idade, Lúcio está no 6.º semestre de bacharelado em violão sob orientação da professora Flávia Domingues Alves, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Foi aluno de Daniel Wolf e James Liberato, e atualmente estuda guitarra com Júlio Herrlein, o Chumbinho – todos instrumentistas de grande expressão no Rio Grande do Sul. Ao lado de Alexandre Missél criou o grupo Sublimantes. Participou da montagem do grupo de música instrumental Siderante Tripulado, da cena independente de bandas de Porto Alegre, com quem gravou um CD. Além do trabalho e dedicação na Misselânea K., Lúcio também acompanha alguns artistas em Porto Alegre, como Luciana Costa e Antonio Carlos Falcão, na banda Aprendiz de Feiticeiro e a Doce Bárbara – Maria Betânia e Banda.

CARLOS D’ELIA – Teve seu primeiro contato com a música através do piano, logo aos cinco anos de idade. Estudou ainda gaita ponto e violão clássico, decidindo-se, aos treze anos, pelo contrabaixo elétrico. Estudou teoria e percepção por dois anos na Escola de Musica da OSPA, atualmente, conservatório Pablo Komlos, e hoje é Bacharel em Música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde foi bolsista de Monitoria Acadêmica da cadeira de Harmonia por quatro semestres, sob orientação do professor Fernando Mattos. Desde 2005 é contrabaixista da banda do projeto Meninas Cantoras do Rio Grande do Sul, apresentando-se em turnês para outros estados brasileiros e também para fora do país, como Argentina e Chile. Já acompanhou talentosos artistas da cena musical de Porto Alegre como os COW BEES, Nando Moraes, Marcelo Duani, Gisele de Santi, Rafael Caetano e Antônio Carlos Falcão. Atualmente é contrabaixista do grupo instrumental XQUINAS, trabalho autoral do guitarrista Marcelo Corsetti, com quem gravou o disco “VOMO”, indicado ao prêmio Açorianos de Música de 2008. Gravou recentemente o DVD “Xquinando na Travessa Azevedo” do mesmo grupo, lançado no segundo semestre de 2009.

DADO SILVEIRA – Estudou no Conservatório de Música Léo Schneider e teve aulas de bateria com os gaúchos Kiko Freitas, Ricardo Arenhaldt e Marquinhos Fê. É formando em Licenciatura em Música pela Rede Metodista IPA. Professor de bateria em colégios de Porto Alegre/RS, tocou com Kako Xavier, Quarteto Amambaé de música instrumental e Luis Panta. Participou de shows com Luciano Nassyn junto de Pedrinho Figueiredo, Hilton Vacari, Daniel Sá e Ricardo Baumgarten. Apresentou-se no 8.º Festival de Música de Porto Alegre com Marcelo Lehmann e Edson Nequete. Gravou o CD de Fernando Buerguel. Realizou turnês pelo Chile e nordeste brasileiro com o Coral das Meninas Cantoras do Rio Grande do Sul, quando então participou do Festival de Coros de Maceió

disco

CONTATOmisselaneak@gmail.com / msn: aknorre@hotmail.com

AGENDA:Misselânea K toca dia 6/10 no Paraphernália, em Porto ALegre

Ouça as músicas no MySpace da Misselânea K

Veja o vídeo da música A Posse do Querer:

Apple anuncia o MacBook Wheel. Será?

7 jan

 

Release: Os teclados acabaram de ficar obsoletos, ultrapassados. São ineficientes, exigem prática e treinamento para um bom uso e cada idioma exige um novo teclado, com novas teclas para caracteres diferentes.

A Apple pirou percebeu essa deficiência e usou a experiência adquirida com os iPods e sua interface, para produzir o MacBook Wheel, o primeiro computador do mundo SEM TECLADO.

“Tudo está a algumas centenas de cliques de distância”, diz um representante da Apple, enquanto demonstra a facilidade de uso do equipamento.

Aquela organização confusão de pastas, diretórios, subdiretórios acabou! No MacBook Wheel com um clique todos os arquivos do HD são exibidos na tela; E em ordem alfabética! É fazer scroll até o arquivo desejado.

E o preço? Nem me pergunta Sai pela bagatela de US$2.599,00 (podendo ir a US$9,960,00 dependendo dos recursos). Ah! Ainda leva de grátis o absolutamente inútil incrível email que adiciona automaticamente “enviado de um MacBook Wheel” ao final das mensagens, para que seus amigos tenham inveja.

Acho que vou continuar com meu tecladinho lindo e organizando os arquivos em pastas e diretórios. Sou da velha escola, quase um dinossauro. Imagina ter que procurar um de meus 15.000 MP3 em ordem alfabética. Tenho pânico só de pensar…….

Espia só a notícia do lançamento:

Fonte: The Onion News Network

By the way, it’s a fake.